Destaques

Dos prováveis candidatos à presidência da república em 2018. Qual é o de sua preferência?

Gabriel Garcia Marques

gabriel

Gabriel García Márquez (1927-2014) foi um escritor colombiano. Autor do livro "Cem Anos de Solidão", publicado em 1967. Recebeu o prêmio Nobel de Literatura, em 1982, pelo conjunto de sua obra. Em 1962 ganhou o prêmio Esso de Romance, na Colômbia, com "O Veneno da Madrugada". Trabalhou em vários Jornais, foi correspondente internacional na Europa e em Nova York. Pela sua amizade com Fidel Castro e suas críticas aos exilados cubanos, foi perseguido pela CIA. Foi acusado também de colaborar com a guerrilha na Colômbia e exilou-se no México, onde escreveu várias obras.

Gabriel García Marques (1927-2014) nasceu no dia 6 de março, na cidade de Aracataca na Colômbia. Filho de Gabriel Elígio García e Luisa Santiaga Márquez. O casal teve onze filhos. Gabriel foi criado com os avós, em Aracataca, enquanto a família vivia na cidade de Barranquilla. Estudou no Liceu Nacional de Zipaquirá em Barranquilla. Estudou Direito e Ciência Políticas na Universidade Nacional da Colômbia, em Bogotá, mas não concluiu o curso. Casado com Mercedes Barcha, teve dois filhos, Rodrigo e Gonzalo.

Iniciou sua carreira literária, no final da década de quarenta, com a publicação de contos, onde retrata um mundo fantástico que caracteriza toda sua obra. Em 1949 ingressou no jornal El Universal, trabalhou também no El Heraldo e no El Espectador. Em 1955, influenciado pelo professor de literatura, Calderón Hermida, escreveu seu primeiro romance "O Enterro do Diabo".

Em 1959 vai para Europa como correspondente internacional e em 1961 vai para Nova York, também como correspondente. Suas críticas aos exilados cubanos e sua amizade com Fidel Castro fizeram ser perseguido pela CIA. Em 1962 ganhou o Prêmio Esso de Romance, na Colõmbia, com o romance "O Veneno da Madrugada".

Publicou, em 1967, "Cem Anos de Solidão", considerado um marco da literatura latino-americana. O livro é uma saga que narra a história da família Buendia, na cidade fictícia de Macondo: um universo mágico habitado por desejos, sonhos e paixões, descrito com insuperável talento poético. Entre seus romances e contos escreveu "Relato de um Náufrago" em 1955 e "O Amor nos Tempos do Cólera" em 1985. Foi o primeiro colombiano a recebeu o Nobel da Literatura em 1982, pelo conjunto de sua obra. Recebeu o Prêmio Esso de novela por "Má Hora", e em 1971 o Doutor Honoris Causa da Universidade Colúmbia, em Nova Iorque. Recebeu a Medalha da Legião Francesa em Paris, em 1981.

Em 2002, depois de ser diagnosticado com um câncer linfático, escreveu sua autobiografia "Viver para Contar". Em abril de 2009 declarou que tinha encerrado sua carreira literária, estava aposentado.

Gabriel García Marquez, que também sofria de demência senil, faleceu em sua casa no México, no dia 17 de abril de 2014.

Obras de Gabriel García Márquez

A Terceira Resignação, 1947

A OUtra Costela da Morte, 1948

Amargura para Três Sonâmbulos, 1949

Diálogo do Espelho, 1949

A Mulher que Chegava às Seis, 1950

Nabo, o Negro que Fez Esperar os Anjos, 1951

Alguém Desarruma estas Rosas, 1952

Um Dia Depois do Sábado, 1955

O Enterro do Diabo: A Revoada, 1955

Relato de Um Náufrago, 1955

Ninguém Escreve ao Coronel, 1958

Os Funerais da Mamãe Grande, 1962

A Má Hora: o Veneno da Madrugada, 1962

Cem Anos de Solidão, 1967

Como Contar um Conto, 1947-1972

A Incrivel e Triste História de Cândida Erêndira e Sua Avó Desalmada, 1974

Todos os Contos, 1975

O outono do Patriarca, 1975

Crônicas de Uma Morte Anunciada, 1982

O Amor nos Tempos do Cólera, 1985

Doze Contos Peregrinos, 1992

Do Amor e Outros Demônios, 1994

A Última Viagem do Navio Fantasma

Entre Amigos

Um Senhor Muito Velho Com Umas Asas Enormes

Olhos de Cão Azul

Textos do Caribe

Cheiro de Goiaba

O Rastro do teu Sangue na Neve, 1981

O Verão Feliz da Senhora Forbes, 1982

A Aventura de Miguel Littin, Clandestino no Chile, 1986

O General em Seu Labirinto, 1989

Notícia de Um Sequestro, 1997

Viver Para Contar, 2002

Memórias de Minhas Putas Tristes, 2004

Eu não Venho Fazer um Discurso, 2010

Fonte: E-biografias


AddThis Social Bookmark Button