Destaques

Marina Abramovic

                                                                                                                                                             

marina_abramovic350               mariafinal

Mostra Terra Comunal - Marina Abramovic + MAI

Exposição dedicada à obra da artista Marina Abramovic, que aborda, em diferentes espaços, os três elementos focais de sua prática

SESC Pompeia 

Rua Clélia, 93, Pompeia SAO PAULO | CEP: 05042-000

26/03 A 30/04                                                                        

Marina Abramovic

O Brasil se tornou uma espécie de refúgio para a artista de 65 anos, nascida em Belgrado, na ex-Iugoslávia. Além de passar dias à base de leite, em 40 anos de performances, Marina já cortou a estrela símbolo do comunismo na própria barriga, gritou até perder a voz, escovou o cabelo até fazer sangrar seu couro cabeludo, deitou nua numa cruz de gelo, desmaiou em outra estrela feita de fogo e ofereceu o corpo para intervenções do público, que podia até apontar uma arma para sua cabeça.

"A dor sempre foi a matéria-prima do artista. A diferença, no meu caso, é que uso o meu corpo para isso. A ideia é mostrar que, num minuto, você sente dor e, no outro, passou. Se posso fazer isso com a minha vida, o público também pode."

Marina chega atrasada ao nosso encontro, acompanhada por Luciana Brito, amiga, anfitriã e galerista que a representa no Brasil. Num dos dias mais abafados do verão, vem de calça e blusa pretas e sandália de zebrinha. "Hoje devia ser meu dia de folga", desabafa. Ela veio produzir aqui as peças de sua nova mostra, "O Método Abramovic", que entra em cartaz no dia 21 de março, no Pavilhão de Arte Contemporânea de Milão.

Pedras brasileiras são a base da exposição, que tem como atrativo cabeças da artista feitas de cera e incrustadas com quartzos, turmalinas e lápis-lazúlis. Já o tal "Método Abramovic" consiste num experimento em que grupos de pessoas vão passar por diversas situações com diferentes minerais enquanto são "assistidos" pelo resto do público.

A visita ao Brasil representa um fim e um recomeço. Veio se energizar depois de uma maratona de quase dois anos que envolveu uma retrospectiva de sua obra no MoMA de Nova York e um documentário sobre sua carreira, que acaba de estrear no festival de Sundance.

Fonte: Folha de São Paulo

Conteúdos Relacionados:

Rugendas | Almeida Júnior | Benedito Calixto de Jesus | Cândido Portinari |Anita Malfatti | Heitor dos Prazeres | Mário Zanini | Tarsila do Amaral | Flávio de Carvalho | Aldo Bonadei | Di Cavalcanti | Djanira da Mota e Silva



AddThis Social Bookmark Button