Destaques

SONDAGEM DE OPINIÃO

Dos prováveis candidatos à presidência da república em 2018. Qual é o de sua preferência?

Biografia de Monteiro Lobato - Cronologia

1882» Em 18 de abril nasce em Taubaté José Renato Monteiro Lobato, filho de José Bento Marcondes Lobato e Olímpia Augusta Monteiro Lobato.

1893» Altera seu nome para José Bento. Freqüenta o Colégio São João Evangelista.

1895»Em dezembro, vai a São Paulo, onde em janeiro prestará exames para o ingresso no curso preparatório.

1896» Reprovado, regressa a Taubaté e ao Colégio Paulista. Durante o ano letivo, colabora no jornalzinho estudantil O Guarani. Em dezembro, é aprovado nos exames que presta.

1897»Transfere-se para São Paulo, onde é interno (por três anos) no Instituto Ciências e Letras.

1900» Ingressa na Faculdade de Direito de São Paulo. Com os colegas de turma, funda uma Acadêmica, em cuja sessão inaugural faz um discurso intitulado Ontem e Hoje.

1902» É eleito Presidente da Arcádia Acadêmica. Colabora com artigos sobre teatro para o Jornal Onze de Agosto.

1904» Formado, Monteiro Lobato regressa a Taubaté. Vencedor de um concurso de contos, o texto “Gens ennuyeux”é publicado no Jornal Onze de Agosto.

1908» Em 28 de março, casa-se com Maria Pureza.

1909» Em março, nasce Marta, primogênita do casal. Insatisfeito com a pacatez de Areias, planeja abrir uma venda.

1910» Em maio, nasce Edgar, seu segundo filho.

1911» Herda a Fazenda Buquira, para onde se muda.

1912» Em 26 de maio, nasce Guilherme, seu terceiro filho.

1914» Em 12 de novembro, O Estado de São Paulo publica o artigo “Velha Praça”. Em 23 de dezembro, o mesmo jornal publica “Urupês”.

1916» Nasce Ruth, sua última filha. Inicia a colaboração na Revista do Brasil, recém-fundada.

1917» O Estado de S. Paulo publica o artigo "A criação do estilo", mais tarde compilado no livro Idéias de Jeca Tatu, em que Lobato sugere que se incorporem elementos do folclore brasileiro nos cursos de arte, especialmente nos do Liceu de Artes e Ofícios. Sob o título "Mitologia brasílica", em o Estadinho, edição vespertina de O Estado de S. Paulo, dá início a uma pesquisa pioneira de opinião pública sobre o saci. Reunindo as respostas de leitores e textos de sua autoria, Lobato organiza O Saci-Pererê: resultado de um inquérito, seu livro de estréia, lançado no início de 1918.

1918»Lançamento de Urupês, livro de contos considerado a obra-prima do escritor e um clássico da literatura brasileira.

1926» Monteiro Lobato publica em O Jornal, do Rio de Janeiro, uma série de artigos sobre Henry Ford. Vertidos para o inglês, seriam editados no opúsculo "How Henry Ford is regarded in Brazil". Lobato concorre novamente e perde a eleição na Academia Brasileira de Letras.

1927» Nomeado pelo presidente Washington Luís, Lobato embarca no navio American Legion com destino a Nova Iorque, onde assumiria o cargo de adido comercial.

1931» Lobato encaminha a Getúlio Vargas longo documento intitulado "Memorial sobre o problema siderúrgico brasileiro", onde expõe uma vez mais a importância econômica do ferro, as vantagens do processo Smith e historia seu esforço para que fosse implementado no Brasil.

1940» Recebe (e recusa) convite de Getúlio Vargas para dirigir um Ministério de Propaganda. Em carta a Vargas fez severas críticas à política brasileira de minérios. O teor da carta é considerado subversivo e desrespeitoso.

1941» Em março, é preso pelo Estado Novo, permanecendo retido até junho.

1942» Em fevereiro, morre seu filho Edgar.

1943» 25 anos de “Urupês”.

1944» Recusa indicações para a Academia Brasileira de Letras.

1945» Recebe e recusa o convite para integrar a bancada de candidatos do Partido Comunista Brasileiro. Integra a delegação de escritores paulistas ao Congresso Brasileiro de Escritores.

1946» Muda-se para a Argentina. Prepara, para a Editora Brasiliense, a edição de suas obras completas.

1947» Regressa ao Brasil.

1948» Em abril, um primeiro espasmo vascular afeta a sua motricidade. Em 5 de julho, morre durante a madrugada. Seu corpo é velado na Biblioteca Municipal, e o sepultamento realiza-se no Cemitério da Consolação.

Obras do autor 

Literatura Geral


Literatura Infantil
O saci-pererê (1918)
Urupês (1918)
Problema vital (1918)
Cidades mortas (1919)
Idéias de Jeca Tatu (1919)
Negrinha (1920)
A onda verde (1921)
Mundo da Lua (1923)
O presidente negro (1926)
How Henry Ford is regarded in Brazil (1926)
Mr. Slang e o Brasil (1927)
Ferro (1931)
América (1932)
Na antevéspera (1933)
O escândalo do petróleo (1936)
A barca de Gleyre, 2 vols. (1944)
Prefácios e entrevistas (1946)
Zé Brasil (1947)
La nueva Argentina (1947)
Literatura do Minarete
Conferências, artigos e crônicas
Cartas escolhidas, 2 vols.
Crítica e outras notas
O Saci (1921)
Aventuras de Hans Staden (1927)
Peter Pan (1930)
Reinações de Narizinho (1931)
Viagem ao céu (1932)
Caçadas de Pedrinho (1933)
História do mundo para crianças (1933)
Emília no país da gramática (1934)
Aritmética da Emília (1935)
Geografia de Dona Benta (1935)
História das invenções (1935)
Memórias da Emília (1936)
D. Quixote das crianças (1936)
Serões de Dona Benta (1937)
O poço do Visconde (1937)
Histórias de Tia Nastácia (1937)
O pica-pau-amarelo (1939)
O Minotauro (1939)
Reforma da natureza (1941)
A chave do tamanho (1942)
Fonte: www.monteirolobato.com.br

Conteúdos relacionados:

Pablo Picasso | Di Cavalcanti | Botero | Iole de Freitas | Portinari | Victor Brecheret | Rugendas | Almeida Júnior | Benedito Calixto de Jesus | Ismael Néri Lasar Segal | José Pancetti | Cândido Portinari | Anita Malfatti | Heitor dos Prazeres | Mário Zanini |Tarsila do Amaral Flávio de Carvalho | Aldo Bonadei  Heitor dos Prazeres | Flávio de CarvalhoDjanira da Mota e Silva | Alberto da Veiga Guignard | Aldo Bonadei

AddThis Social Bookmark Button