Destaques

Caciporé Torres

                                                                                                Caciporé Torres

Notamos peças cinéticas, perfuradas, estriadas, rombas, deiscentes, ora emsuperfícies flexuosas de Weissmann e Memeny, ora em blocos maciços de Fontana e Cascella. Qualquer dessas unidades, de progênie cibernética, com energias tensas de transformadores eriçados de turgescências, fios, estiletes, cravações, dinamizado a matéria. Mero louvor anti-retórico, porém másculo ao reino mineral ancilar do progresso". (José Geraldo Vieira) "...

Caciporé hoje ensina que o segredo do bom artista é o trabalho diário e disciplinado, com a recompensa de uma vida fascinante e desafios que devem ser vencidos com criatividade a cada dia. A sua produção escultórica é de uma rusticidade cordial, acessíveis a todos os sentires. Peças atuais recriam fantasias, trafegam – enigmáticas – entre a figura e a representação da matéria. Montanhas azuis ou prata, asteróides que podem metamorfosear-se em corpos sensuais, em caligrafia zen, em gestos interiores de esmeralda beleza. Como dado novo, atualíssimo, a substituição de um vermelho nipônico – remanescente de sua paixão oriental – por cores surgentes, moderadas, mas que indicam feliz travessia a outras etapas criativas. Permanentes, a estranheza do aço mastigado a ferro e fogo, excesso ou ausência da pátina e um devenir contido num antipadrão, numa antiestética, em blocos à procura de um interprete, territórios livres para as mais variadas especulações. Road stone, visual road..." (Paulo Klein, crítico de arte, 1995).


A Coisa - Escultura em aço - 1972 
Autor: Cacipore Torres
Localização: Jardim das Esculturas - Parque Ibirapuera

INDIVIDUAIS 

1954 - Museu de Arte Moderna, São Paulo
1964 - Galeria Atrium, São Paulo
1971- Museu de Arte de São Paulo 
1980 - Galeria Arte Aplicada, São Paulo 
1982 - Galeria Singular, Porto Alegre 
1989 - Pré-inauguração do Museu Brasileiro da Escultura, São Paulo 
1994 - Paço Municipal de São Bernardo do Campo
1999 - Casa da Fazenda do Morumbi, São Paulo

INTERNACIONAIS

1959 - Terry Clune Gallery, Sidney/Austrália 
1976 - Bienal dos Jovens, Paris
1978 - Quadrienale de Roma
1979 - Sculpture in Exhibition em Budapeste/Hungria 
1997 - Espaço Cultural do BID em Washington

PRÊMIOS

1958 e 1960 - Prêmio de Isenção de Júri e Prêmio Itamaraty, respectivamente, nas VI e VIII Bienais, São Paulo.

Fonte: OffGalery On Line

Conteúdos relacionados:

 Rugendas | Almeida Júnior | Benedito Calixto de Jesus | Ismael Néri Lasar Segal | José Pancetti | Cândido Portinari | Anita Malfatti | Heitor dos Prazeres | Mário Zanini |Tarsila do Amaral Flávio de Carvalho | Aldo Bonadei Veja mais 


AddThis Social Bookmark Button