Destaques

Dos prováveis candidatos à presidência da república em 2018. Qual é o de sua preferência?

Praia do Forte - Bahia

A Praia do Forte é uma das localidades mais atraentes do litoral norte baiano, pois reúne beleza natural e história. Após a inauguração do complexo turístico Costa do Sauípe, em 2000, o contingente de pessoas com destino para esse pequeno paraíso aumentou ainda mais. Principalmente pelo preço acessível das pousadas dessa praia, bem mais em conta do que os luxuosos hotéis de Sauípe.

Piscinas naturais formadas pelos arrecifes e rochas caracterizam a área litorânea situada nas imediações da vila de Praia do Forte. Contudo, uma faixa de 14 quilômetros de praias ininterruptas, sem formações rochosas, em direção norte, é a opção mais agradável para quem gosta de curtir um bom banho de mar ou renovar o brozeado. É preciso tomar cuidado, no entanto, pois o mar da região é agitado, com fortes ondas. O coqueiral acompanha a faixa costeira, embelezando ainda mais o local.

Dentro da vila, uma atração à parte é a sede do Projeto Tamar, que trabalha pela preservação das tartarugas-marinhas. Os visitantes podem conhecer o trabalho desenvolvido pela organização (que instalou filiais em outros pontos do litoral brasileiro), as espécies marinhas recolhidas no mar, aquários e tanques de água salgada com várias tartarugas. Barzinhos e restaurantes oferecem na vila da Praia do Forte variadas opções de pratos de frutos do mar, principalmente as moquecas com o típico tempero baiano - sinônimo de azeite de dendê, leite de coco e pimenta.

E para quem gosta de turismo cultural, a Bahia, que tem o maior conjunto colonial da América Latina, sempre foi um prato cheio. Fora os casarões e igrejas seculares de Salvador, a Praia do Forte guarda um dos maiores tesouros históricos brasileiros: as ruínas do único castelo medieval construído no País, o da família Garcia D´Ávila, do século 16. O patriarca do clã, Garcia D´Ávila, foi almoxarife do primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Souza, que desembarcou na Bahia em 1549 para fundar a cidade de Salvador. Ao longo dos primeiros anos da colonização, D´Ávila conseguiu acumular uma fortuna imensa, principalmente em terras. Chegou a controlar o que foi considerado o maior latifúndio do mundo: suas terras se estendiam da Bahia ao Maranhão. Na sede do latifúndio, ele construiu o castelo da Praia do Forte.

Visitar as ruínas é uma experiência inesquecível. As grossas paredes de pedra ainda permanecem no local, 400 anos depois de erguidas. Velhos canhões, que defenderam a família dos índios e corsários, e um vento forte, trazido pelo mar, ajudam a criar o clima de mistério. Ao longo dos séculos, o castelo foi invadido por caçadores de tesouros em busca das riquezas de Garcia D´Ávila, mas não se tem notícia de que alguma coisa tenha sido encontrada. O latifundiário doou a maioria dos seus bens para as irmandades religiosas de Salvador, particularmente a Santa Casa de Misericórdia. Atualmente, as ruínas estão localizadas a cerca de dois quilômetros da vila da Praia do Forte.

 Pelourinho [Bahia] - História História da Bahia | Salvador Bahia Histórico de Valença [Bahia]


AddThis Social Bookmark Button