Destaques

SONDAGEM DE OPINIÃO

Dos prováveis candidatos à presidência da república em 2018. Qual é o de sua preferência?

Handel Georg Friedrich

handel

Compositor alemão, passou a maior parte de sua vida na Inglaterra.

É tido como um dos pontos altos da música barroca. Uma das grandes contribuições do barroco à história da música foi a ópera, música que apresenta um enredo de tema livre, encenado, servindo-se de solistas, coros, recitativos, árias ...

Pertencente ao gênero musical, oratório, o Messias é o correspondente sacro da ópera, mas com a limitação de não ser encenado. O tema é necessariamente sacro, retirado da Bíblia, contando a história de santos, desenvolvendo pensamentos relacionados à Sagrada Escritura.

Este é um dos mais importantes oratórios de Handel e aborda aspectos da vida e sobretudo da missão de Cristo, o Messias.

A obra completa já foi apresentada pelo Coro Sinfônico Comunitário da UnB dividida em três partes: a promessa messiânica, a passagem de Cristo na Terra e a realização das promessas do Messias. Neste concerto teremos a seleção das partes natalinas da obra.

A importância do tema, a profundidade da música, a riqueza de inspiração, a maestria da composição - fazem do Messias, esse oratório de mais de 200 anos, comprovadamente o Oratório mais interpretado em nossos dias.

Sobre o conhecido Halleluya - : aleluia, porque Deus, o Senhor, reina, Aleluia! O reino do mundo foi transformado no Reino do Senhor e de seu Cristo, e Ele reinará eternamente, Aleluia! Rei dos reis, Deus dos deuses, Ele reinará eternamente, Aleluia!

Este texto do Apocalipse de São João ecoa a todo momento, nas mais diversas ocasiões, cumprindo um destino quase sempre sozinho.

Num momento em que na Inglaterra lutava-se pelo alijamento da ópera italiana, a dedicação de Handel aos textos bíblicos, num trabalho que deu origem a extensos oratórios, transformou-se num grande achado e aí reside, mais do que em quaisquer outros gêneros aos quais o grande compositor tenha dedicado boa parte de sua vida, a razão de sua continuidade e consagração.

Além disso, além das belíssimas árias e trechos orquestrais, os corais fugatos ou os simples imitativos representam momentos muito altos dentro da arte vocal barroca.

Dentre esses grandes corais, o Halleluyah tem recebido atenção especial, por sua empolgação, feliz ligação entre texto e música, e pela feliz interpretação de um trecho do Apocalipse.

Fonte: www.unb.br

Ver Imagens

Conteúdos relacionados:

Rugendas | Almeida Júnior | Benedito Calixto de Jesus | Ismael Néri Lasar Segal | José Pancetti | Cândido Portinari | Anita Malfatti | Heitor dos Prazeres | Mário Zanini |Tarsila do Amaral Flávio de Carvalho | Aldo Bonadei Veja mais 


AddThis Social Bookmark Button