Destaques

Dos prováveis candidatos à presidência da república em 2018. Qual é o de sua preferência?

Lichtenstein Roy

lichtenstein

Roy Fox Lichtenstein nasceu em 27 de outubro de 1923, em Nova York. Estudou Belas Artes na Ohio State University de Columbus, onde se formou em 1949. Professor nesta mesma Universidade, passou por quatro outras até que a carreira de pintor decolou, em 1951.

Entre os dois períodos prestou serviço militar na Europa. Sua primeira exposição individual foi em 1951, na Carlebach Gallery, em Nova York.

Até 1957, trabalhou como designer e fez cartazes para vitrines de lojas.

Entre 1957 e 1960, oscilou entre o impressionismo abstrato as histórias em quadrinhos e cartoons. Até que se decidiu pelo uso dos elementos típicos da propaganda em seus desenhos e pinturas.

A primeira exposição em Nova York (1962) o torna pioneiro da pop art com o emprego de tudo que era usado como material publicitário.

Os famosos personagens da Disney, como Mickey, o Coelho Pernalonga e Pato Donald se transformaram em inspiração constante em suas telas gigantes.

Com James Rosenquist e Andy Warhol, Roy, transforma-se num crítico feroz da sociedade norte americana, tomada pelo consumerismo institucionalizado pela publicidade.

Uma revolta contra o expressionismo abstrato que vinha se tornando acadêmico, soprava em Nova York neste momento. Executou murais imensos como a Sereia do Theatre of Performing Arts em Miami e Blue Brushstrokes, no Equitable Building, New York.

Reviu, sob seu único ponto de vista, obras de grandes mestres como Monet, Picasso, Mondrian e Cézanne.

Lichtenstein tinha algumas facetas não muito conhecidas pelo grande público: as esculturas do período 1967-1968, como a que enfeita a praça em Barcelona nos dias de hoje.

Roy Lichtenstein, morreu de pneumonia em 29/9/1997, mundialmente reconhecido e aclamado, em Nova York, cidade natal onde residia e tinha atelier.

Suas obras mais conhecidas mundialmente são Takka, Takka(1962), Whaam(1963), O Beijo(1963), Quando Abri Fogo(1964) e M-maybe(1965).

Na década de 70, recriou motivos e estilos inspirados na história da arte para forçar uma nova perspectiva. Um dos grandes clássicos da pop art foram dedicados a ele.

Muitas retrospectivas, como a do Moma de Nova York, em 1987, e a da Schirn-Kunsthalle de Frankfurt, na Alemanha.

Em 1999, foi criada a fundação Roy Lichtenstein Foundation, na qual administra um acervo gigantesco de suas obras, e está sendo gerenciada pelos filhos do artista.

Fonte:http://www.lichtensteinfoundation.org

Ver Imagens

Conteúdos relacionados:

BiografiasDi Cavalcanti | Botero | Iole de Freitas | Portinari | Victor Brecheret | Rugendas | Almeida Júnior | Benedito Calixto de Jesus | Ismael Néri Lasar Segal | José Pancetti | Cândido Portinari | Anita Malfatti | Heitor dos Prazeres | Mário Zanini |Tarsila do Amaral Flávio de Carvalho | Aldo Bonadei  Heitor dos Prazeres | Flávio de CarvalhoDjanira da Mota e Silva | Alberto da Veiga Guignard | Aldo Bonadei

Veja mais 

AddThis Social Bookmark Button